Covid-19

Ovar abrangido pelo dever cívico de recolhimento domiciliário

Ovar é um cento e vinte e um municípios que vão ficar abrangidos, a partir de quarta-feira, pelo dever cívico de recolhimento domiciliário, novos horários nos estabelecimentos e teletrabalho obrigatório, salvo “oposição fundamentada” pelo trabalhador, devido à covid-19.

Para definir a lista, foram incluídos os concelhos com mais de 240 casos de infecção com o vírus da covid-19 por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. Dos concelhos vizinhos de Ovar, apenas Estarreja e Murtosa estão fora desta lista.

E as medidas, que serão reavaliadas quinzenalmente, são:

. Reposição do dever cívico de recolhimento domiciliário;
. Desfasamento obrigatório dos horários de trabalho;
. Encerramento de todos os estabelecimentos comerciais a partir das 22 horas;
. Limitação da lotação das mesas dos restaurantes a seis pessoas e horário limitado;
. Eventos e celebrações limitados a 5 pessoas;
. Teletrabalho obrigatório salvo oposição fundamentada do trabalhador;
. Proibição de fazer feiras e mercados.

No dia 9 de Novembro, serão lançados com a Cruz Vermelha testes rápidos e mais baratos para que se possa despistar pessoas em risco de estar infectadas. São testes com um menor grau de precisão, mas são os que permitem uma resposta mais célere. O Governo informou ainda que a aplicação StayAway Covid já tem dois milhões e 400 mil de utilizadores.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo