Opinião

“Ovar está a ser discriminado no resto do pais”

Compreendemos que tenham de ser tomadas medidas contra este vírus mortífero, mas não se entende como é possível crucificar as empresas de um só concelho, quando o pais se encontra ele todo, em estado de emergência!

Temos vindo a ler relatos de empresas que veem as suas principais concorrentes de fora do concelho a se apoderarem dos seus clientes e encomendas (o que é também o nosso caso) devido a esta cerca sanitária que não faz sentido! Existem muitos mais casos noutros concelhos do resto do pais do que no nosso!

Como é admissível deixarem as pessoas – pessoas essas que são a maior parte trabalhadores – passearem o cão; irem às compras; fazerem a sua caminhada e corrida matinal; estarem durante o dia a socializar com os vizinhos; entre outros?

Será que esses locais onde circulam estão vedados ao vírus? Só se vierem trabalhar para as empresas é que o vírus atua, isto é de segunda a sexta??

Então mas se querem proibir os trabalhadores, para os quais as empresas tiveram o cuidado de preparar planos de contingência para evitar contágios, de vierem trabalhar, que os proíbam também de sair de casa! Só assim é que acredito que faz sentido o esforço das empresas em manter esses trabalhadores a receber em casa ou pela empresa ou pela segurança social!

O que a maior parte dos empresários deste grupo desconhece, é que Ovar devido à sua cerca sanitária, está a ser discriminado no resto do pais, sendo vistos como os transmissores do Covid-19!

Os nossos motoristas têm sido tratados pior que cães leprosos, são marginalizados; maltratados só por virem de Ovar, pois, a empresa tem nos seus camiões a localidade “Ovar” inscrita nas lonas e mesmo quando desconhecem que somos de Ovar, aquando da receção da mercadoria, mal tomem conhecimento de que a mesma vem de lá, são postos logo à parte com tempos de espera infinitos; proibidos de sair do camião; proibidos de se aproximarem; de entregarem as guias; rececionarem as mercadorias sem assinarem as guias; dizendo mesmo: “vocês nem deveriam de ter saído de Ovar, vão infetar-nos a todos”.

Entre estes relatos, acreditem que existem outros muitos piores chegando ao cumulo, de camiões vindo de Espanha/Italia, não serem discriminados mas os de Ovar serem logo postos de parte! Tivemos motoristas que choraram pela forma como foram tratados, querendo desistir de trabalhar!

É isto que este cerco veio trazer, má fama para as pessoas e empresas deste concelho!

Basta passar pela A29, ver os bloqueios feitos a Ovar com betão e outros, não bastando reforçado nos placares da auto-estrada: “Ovar- Interditada”, que mais parece que estamos todos a morrer dentro do concelho! Quem passa e for de fora, fica aterrorizada!

As empresas principalmente de Ovar vão sufocar financeiramente, aumentando o desemprego devido a estas tomadas de decisões inconscientes, se os de fora do concelho podem trabalhar e se o nosso Exmo. Presidente da Republica apelou que a economia não podia parar, como é possível esta tomada de posição tão radical? Então, para não existirem essas desigualdades, o pais terá de parar TODO, mas mesmo TODO (incluindo supermercados, quiosques, restaurantes take-away, etc…) para estarmos todos ao mesmo nível e aí, sim conter este maldito vírus! Isto é que a CMO deveria de ter defendido para proteger quer as suas gentes, quer as empresas de Ovar!

Adivinha-nos um futuro muito triste só por sermos do concelho de Ovar!

Este vírus poderá não matar os empresários e suas famílias mas as suas empresas essas sim, garantidamente, ele irá ANIQUILAR!

Mais vale entregarmos as chaves à CMO, pois, não serão as supostas ajudas do estado que irão fazer com que estas empresas consigam um dia, depois desta paragem, recuperar as suas encomendas; os seus clientes e o seu equilíbrio económico.

Sophie Silva
Transportes Pardieiro (Ovar)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta