Covid-19

Pingo Doce promove maior Prémio de Literatura Infantil de sempre

Uma cadeia de supermercados e uma editora livreira criaram um Prémio de Literatura Infantil, anual, no valor de 50 mil euros, com vista a estimular o aparecimento de novos autores e ilustradores.

Com o objectivo declarado de descentralizar, o Museu do Brincar, em Vagos, foi o local escolhido para a apresentação do Prémio de Literatura Infantil do Pingo Doce, em parceria com a Alêtheia Editores.

"Este será o maior prémio de literatura infantil alguma vez criado em Portugal, e visa estimular o aparecimento de novos talentos nacionais na área da literatura e da ilustração infantis", anunciou Luís Araújo, director-geral da cadeia de supermercados, na sessão. 

Segundo ele, decisão da marca da cadeia de supermercados "surge na sequência do trabalho que, nos últimos anos, tem vindo a desenvolver na área dos livros". “Para o Pingo Doce, o livro continua a ocupar um lugar importante junto das crianças, (…) um lugar único e insubstituível”.

A primeira edição do prémio realiza-se este ano e, do júri, que será presidido por Zita Seabra, em representação da Elêtheia Editores, fazem parte, entre outros, Eduardo Sá e Isabel Zambujal.
 
O valor monetário total do Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce é de 50 mil euros, destinando-se 25 mil euros para o autor da categoria de texto e 25 mil euros para o autor da categoria de ilustração.
A primeira fase das candidaturas destina-se às obras em texto que podem dar entrada até 23 de Abril e as ilustrações de 2 de Junho e 1 de Agosto de 2014.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta