ComunicadosPolítica

PSD: Emídio Sousa, candidato à liderança da Distrital, traça objetivos estratégicos

Unir a família social-democrata, criar pensamento para o distrito e para o país e ganhar as eleições autárquicas de 2025 são os objetivos estratégicos de Emídio Sousa com a sua candidatura à presidência da comissão política distrital do PSD de Aveiro.

“Candidato-me à presidência da Distrital do PSD-Aveiro para criar valor, para criar pensamento político, para promover a unidade e para vencer as eleições autárquicas em 2025”, afirmou Emídio Sousa.

Presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, atualmente a cumprir o terceiro mandato consecutivo, o candidato falava neste fim de semana perante um auditório da biblioteca municipal da cidade feirense completamente cheio para ouvir as grandes linhas programáticas da candidatura.

Na plateia, para além do antigo presidente da Câmara feirense Alfredo Henriques, cujo apoio à candidatura à distrital de Aveiro foi destacado por Emídio Sousa, estavam, também, autarcas, deputados do PSD à Assembleia da República e dirigentes de concelhias, numa sessão de esclarecimento direcionada para os militantes da zona norte do distrito aveirense.

“Desde que começaram as eleições diretas, o PSD não soube unir-se em torno da liderança vencedora. As pessoas ficam na sua trincheira prolongando a disputa eleitoral interna para além do dia da eleição. Isto magoa-me imenso”, explicou Emídio Sousa, encontrando assim uma das causas que contribuiu para as últimas derrotas do partido a nível nacional e para a perda de terreno para os novos partidos da direita.

Falando numa medida estratégica para o futuro do PSD de Aveiro, Emídio Sousa comprometeu-se a criar um gabinete de estudos que produza pensamento político de modo a o partido tenha opinião sobre os grandes temas e desafios da sociedade atual. “Pretendo criar grupos de trabalho que produzam o nosso pensamento para o distrito de Aveiro. E para esses grupos de trabalho gostaria muito de captar quadros, mesmo que não sejam militantes do PSD”, adiantou Emídio Sousa.

Lembrando a importância de o PSD se abrir à sociedade, o candidato à liderança da Distrital de Aveiro considera que “mais importante do que a representação de cada concelho na comissão política distrital será a representação nos grupos de trabalho que serão criados para produzir pensamento”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo