LocalPrimeira Vista

PSP investiga alegado disparo na noite

A PSP de Ovar está a investigar um eventual disparo, na última madrugada, no centro da cidade de Ovar. Várias pessoas que habitam nesta zona garantem ter ouvido um “estrondo semelhante a um disparo com arma de fogo”, na madrugada de hoje.

Uma delas estava perto do Café Avenida, cerca da meia noite e meia hora, e garante ter ouvido o barulho que a assustou.

As autoridades confirmam ter recebido uma denúncia na esquadra feita por um morador da rua Aquilino Ribeiro, que se deslocou à esquadra para se queixar de algo que “pensa ter sido um disparo feito a partir de uma viatura ligeira, em marcha lenta, cerca das 00h35”.

O som partiu de “um veículo acastanhado, da marca Renault 9, que passa por mim a poucos metros e de onde sai um disparo de arma de fogo da janela de trás. Havia pelo menos três pessoas no interior do carro”, contou à Lusa, Fernando Camelo, presidente da Concelhia do CDS de Ovar.

Fernando Camelo acredita que o tiro não foi para o atingir, porque o disparo não foi direccionado para o seu corpo. “Eu quero acreditar que tenha sido uma brincadeira de mau gosto, uma infeliz coincidência”, admitiu aquele dirigente político que é também presidente da direcção do Núcleo do Sporting de Ovar.

Fernando Camelo explicou que tinha estado numa reunião do Sporting de Ovar e que, pelas 23 horas, tinha até sido publicada uma fotografia desse encontro na rede social Facebook, demonstrando onde se encontrava naquele momento.

A vítima, que também é deputado na Assembleia Municipal de Ovar, confirma que se dirigiu à esquadra da PSP para avisar a polícia de que “andava um carro aos tiros em Ovar”, algo que “não é normal” na cidade.

Fernando Camelo de Almeida adiantou à Lusa que vai manter o seu quotidiano “normal” e que vai “aguardar a investigação que deverá ter seguido para o Ministério Público”.

*actualizado às 20 horas de domingo com Lusa

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo