LocalSlider

Roubo de azulejos ameaça fachada vareira

Primeiro foram meia dúzia, ontem foram mais alguns e a continuar assim, os belíssimos azulejos da fachada de uma casa térrea, situada na Avenida da Régua, em Ovar, tinham os dias contados.

O vereador da Cultura da Câmara Municipal de Ovar, Alexandre Rosas, diz que foi “alertado para a situação de risco de desaparecimento (por roubo ou queda) dos azulejos” desta casa, e enviou hoje uma equipa ao local para proceder ao “preenchimento da zona de lacuna com argamassa”.

Trata-se de uma acção de prevenção/emergência do ACRA – Atelier de Conservação e Restauro do Azulejo, “uma medida que desenvolvemos sempre que, por nossa iniciativa ou alertados pelos munícipes (incluindo os proprietários), verificamos que um revestimento se encontra em risco iminente”.

Os proprietários são os responsáveis pela conservação e recuperação dos seus imóveis, e por isso são nomalmente contactados para rectificarem a situação de risco.

Estas medidas preventivas desenvolvidas pelo município de Ovar encontram-se como “Exemplos de Boas Práticas” no site do Projeto “SOS – Azulejo” do Museu da Policia Judiciária de Loures (www.sosazulejo.com/?page_id=42) instituição nacional que tem promovido, desde 2010, um conjunto de serviços e de acções para a salvaguarda e protecção da azulejaria portuguesa.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta