CulturaSlider

Museu de Ovar com programação de verão

Entre julho, agosto e setembro, os três meses de época balnear em que o Museu de Ovar é procurado por maior numero de visitantes, nomeadamente imigrantes e turistas que ali procuram as tradições, a cultura e o património etnográfico da região. Para além das típicas exposições permanentes que caracterizam e identificam as raízes de um povo nas suas múltiplas vertentes, profissionais, culturais e sociais, que esta Instituição com mais de meio século proporciona às várias gerações, que ali pedagogicamente se familiarizam com usos e costumes dos seus antepassados. A programação de verão oferece ainda durante estes meses várias exposições com recurso ao seu vasto espólio.

Exposições de trajes “Noivas do Minho” e “Arte Africana” ou uma diversificada mostra de algumas vertentes do património arquitetonico, cultural ou comercial de Ovar, como Azulejo, Carnaval de Ovar, Pão de Ló. São alguns dos motivos de interesse que podem ser vistos no Museu de Ovar até 10 de setembro, procurando corresponder ao interesse e à curiosidade dos visitantes nesta época do ano.

Com esta iniciativa o Museu retirou das arcas uma das suas deslumbrantes colecções na vertente etnográfica, dedicada às Noivas do Minho com seus exuberantes trajes emblemáticos do trajar do Minho que era guardado de geração em geração como se de joias se tratassem.
Particular interesse nesta diversificada mostra, merece ainda o artesanato angolano de diferentes etnias deste país. Do significativo espólio de Arte Africana em madeira, ferro e marfim que o Museu de Ovar possui, as peças expostas refletem a preocupação dos seus criadores em aliar a beleza visual e a estética com o significado simbólico. Trata-se de arte utilitária e decorativa que traz as marcas das comunidades de cada etnia com hábitos, costumes e tradições diferentes.
A diversidade desta mostra ficou concluída com a inauguração no dia 23 de julho da exposição, que tendo por base a azulejaria, reuniu objectos recheados de memórias, que podem, com preservação, valorização e inovação, continuarem a ajudar a construir o futuro desta terra e da sua gente, que encontra no Museu de Ovar muita da sua história e das suas memórias.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta