Opinião

Os Homens Bons são Sempre os Mesmos – Correio do Leitor

Caros Senhores,

Sabiam que:

Os “homens bons”, que fundaram esta Associação Mutualista, como se sentiriam envergonhados, com o comportamento destes sempre os mesmos”?

O actual Presidente das Mutualidades Portuguesas foi eleito/ autoproposto, na nossa/sua/deles, “a Mutualidade de Santa Maria – Associação Mutualista”, por umas (poucas) dezenas de votos, num universo de mais de 20.000 associados.

As contas, respeitantes ao exercício de 2018, da “A Mutualidade de Santa Maria – Associação Mutualista”, que deveriam ser apresentadas, até 31/3/2019, ainda não são conhecidas. Os “homens bons”, eram de contas, sabiam quanto valia um tostão.

Os Estatutos de “A Mutualidade de Santa Maria-Associação Mutualista”, dizem que o Conselho de Administração, pode decidir “queremos continuar”, sem mais quaisquer formalismos, enquanto a uma outra eventual lista, às eleições, são exigidas 30% de assinaturas dos “associados admitidos há mais de 3 anos e que estejam em pleno gozo dos seus direitos associativos” – como é possível conhecer os associados se os “donos disto tudo” recusam facultar, mesmo depois de requerida, a relação dos associados? – (para fundar um Partido Político, em Portugal, são necessárias apenas 7.500 assinaturas, num universo de alguns milhões de cidadãos).

As fotocópias das actas respeitantes às Assembleias Gerais têm sido, sempre, recusadas, embora tenham sido pedidas contra o pagamento do seu custo.

E, neste dia de festa (4/4/2019), quanta vergonha sentiriam os “homens bons”.

  Esmoriz, 3 de Abril de 2019

 Fernando Pereira Pinheiro (Associado 7635)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta