Covid-19Empresas

Centros comerciais preparados para abrir em pleno no dia 1

Os centros comerciais abrem na segunda feira assim como as lojas com área superior a 400 metros quadrados, restaurantes inseridos em centros comerciais e acaba a lotação máxima de 50%, mantendo o distanciamento mínimo de 1,5 metros entre pessoas. Os responsáveis garantem que está tudo preparado com o reforço de várias medidas de segurança.

De acordo com a Associação Portuguesa de Centros Comerciais, os shoppings “conseguem garantir todas as condições de segurança aos visitantes e aos colaboradores das lojas, cumprindo as regras estabelecidas pelo executivo e as recomendações da Direção Geral da Saúde, tal como se viu durante o estado de emergência e agora, nas fases 1 e 2 do plano de reabertura da economia”.

“Nesse sentido, temos a expectativa de que, a 1 de junho, os centros comerciais e os seus lojistas não sejam novamente discriminados face a outros espaços de retalho e possam abrir na sua totalidade”, afirma António Sampaio de Mattos, presidente da associação.

A APP garante que “os cidadãos podem ter confiança e tranquilidade absolutas no uso dos espaços, com a certeza de que são cumpridas todas as regras de segurança sanitária decorrentes da lei, as recomendações da DGS e as melhores práticas promovidas pela indústria dos centros comerciais a nível global”.

Sampaio de Mattos recorda também a necessidade de “encontrar soluções equilibradas, assegurando a sustentabilidade dos lojistas e dos centros comerciais”, considerando que “colocar em causa a sustentabilidade dos centros comerciais é colocar em causa os negócios dos lojistas”.

“Os Associados da APCC estão a trabalhar para encontrar soluções equilibradas, com a finalidade de assegurar a viabilidade dos negócios dos centros comerciais e das operações das suas 8.600 lojas, tal como aconteceu, com sucesso, noutros momentos desafiantes, de que é exemplo a crise iniciada em 2010”, garante.

O Governo disse que “se verifica estável o risco de transmissão da Covid-19” na Região Centro, o que permite a próxima fase desconfinamento, exceptuando a Área Metropolitana de Lisboa.

As lojas do cidadão reabrem também na segunda-feira, por marcação prévia e com uso obrigatório de máscara, com exceção das de Lisboa, que se mantém encerradas.

No mesmo dia retomam também a actividade, com regras especificas da DGS, os cinemas, teatros, salas de espetáculos, auditórios e os ginásios.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta