PolíticaSlider

Coletes amarelos: Concentração com pouca expressão

[themoneytizer id=”16574-1″]

Ficou bastante aquém das expectativas o protesto dos “coletes amarelos” marcado para Ovar. Na rotunda de acesso ao Dolce Vita terão estado menos de duas dezenas de pessoas, sem provocar cortes de trânsito, ouvindo-se algumas buzinas.

Os protestos dos “coletes amarelos” em Portugal foram convocados por vários grupos através das redes sociais, com inspiração nos movimentos contestatários das últimas semanas em França.

Um dos grupos, Movimento Coletes Amarelos Portugal, num manifesto divulgado na quarta-feira, propõe uma redução de impostos na eletricidade, com incidência nas taxas de audiovisual e emissão de dióxido de carbono, uma diminuição do IVA e do IRC para as micro e pequenas empresas, bem como o fim do imposto sobre produtos petrolíferos e redução para metade do IVA sobre combustíveis.

Não tolerando qualquer acto de violência ou vandalismo, este movimento, que se intitula como “pacífico e apartidário”, defende também o combate contra a corrupção.

A lista das manifestações dos “coletes amarelos” na área de actuação da PSP somava 25 protestos em 17 locais das principais cidades do país. (Foto: Porfírio Silva)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta