Covid-19

Detectada “nova variante” do coronavírus de “disseminação mais rápida”

Foi identificada “uma nova variante do coronavírus” no Reino Unido que pode baralhar a resposta que a Europa está a dar à pandemia.

“Identificámos uma nova variante do coronavírus, que pode estar associada à disseminação mais rápida no sudeste da Inglaterra. A análise inicial sugere que essa variante está a espalhar-se mais rápido do que as variantes existentes”, declarou esta segunda-feira o ministro da Saúde britânico, Matt Hancock, quando falava na Câmara dos Comuns.

Segundo o governante, já foram encontrados mais de mil casos com esta variante no país, principalmente no sul da Inglaterra, onde as infeções têm crescido exponencialmente nos últimos tempos, e a Organização Mundial de Saúde (OMS) já foi alertada.

“A esta altura nada sugere que esta variante possa causar complicações mais graves da doença e é altamente improvável que esta mutação não responda à vacina”, disse Hancock, informando ainda que outros países reportaram variantes semelhantes do novo vírus nos últimos meses.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo