LocalSlider

Arrais do “Jovem” incorre em pena de prisão

 

A Procuradora do Ministério Público (MP) pediu, esta quinta-feira, a condenação do arrais João Fonseca, em pena de prisão, ainda que suspensa, por não ter acautelado devidamente as condições de mar.

Em causa, no julgamento que corre no Tribunal de Ovar, está a morte de dois pescadores na praia do Furadouro, em Ovar, em Maio de 2013, após o “Jovem”, barco de pesca artesanal, em que saíam para o mar, ter virado na zona de rebentação. Um terceiro pescador viria a falecer dias mais tarde.

“O barco ficou encalhado num banco de areia, numa armadilha que sabia existir ali”, declarou a procuradora, admitindo que a tripulação terá sido “solidária” ao fazer o segundo lanço da manhã fatídica, mais a Norte do que era habitual, pretensamente “a troco da promessa mais uma caixa de carapau”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo