LocalSlider

Militares da GNR de Ovar distinguidos no aniversário do comando

[themoneytizer id=”16574-1″]

 

O 1º Sargento de Infantaria Jorge Filipe Moreira Ramos (Chefe do Grupo de Investigação Criminal do Destacamento de Ovar) e o Cabo de Infantaria Bruno Alexandre Oliveira Graça (membro do Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento de Ovar) foram distinguidos com medalha de Mérito de Segurança Pública, durante a celebração do 10.º aniversário do Comando Territorial de Aveiro da Guarda Nacional Republicana (GNR).

A cerimónia decorreu na Avenida 25 de Abril, na Mealhada, no passado dia 10 de Novembro, no primeiro ano em que o aniversário foi festejado fora das portas do quartel, numa atitude de proximidade para com a população, na presença, entre outros, do vereador Domingos Silva, da Câmara Municipal de Ovar.

No balanço da actividade, o Comando Territorial de Aveiro registou na sua área em 2018 (até 30 de Setembro) 9728 ocorrências no âmbito da criminalidade geral, menos 2,1 por cento que em igual período de 2017.

Mereceu um destaque especial a baixa de 6,1 por cento dos crimes contra o património (4270 ocorrências). É o tipo de criminalidade que causa mais alarme social.

A criminalidade violenta registou 164 casos, menos dois que no ano passado. No total, a GNR fez 2039 detenções e apreendeu 235 armas (6 mil munições).

No âmbito da violência doméstica, foram registados 1021 autos de denúncia (mais 11 por cento) e detidos 22 agressores.

O Comando deixou outros dados operacionais, registando uma diminuição das patrulhas (de 44.630 para 43.653 saídas). O relatório dá conta de 518 incêndios e detidos quatro autores de fogo posto (identificados 27 suspeitos).

No que toca a sinistralidade rodoviárias, o número de acidentes atingiu 5890, causando 21 vítimas mortais, um decréscimo de 25 por cento (65 feridos graves).

As equipas de Protecção da Natureza e Ambiente realizaram 3189 patrulhamentos, tendo recebido 2580 pedidos através da linha telefónica.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta